16 de março de 2008

"Vozes de Abril" no Coliseu de Lisboa

José Mário Branco, Luís Cília, Vitorino, Waldemar Bastos e dezenas de outros músicos vão encontrar-se no Coliseu de Lisboa no próximo dia 04, numa gala de "Homenagem às Vozes de Abril", organizada pela Associação 25 de Abril (A25A).

Trata-se de uma espectáculo de cerca de duas horas, que contará também com a actuação das bandas dos três ramos das forças armadas, e será transmitido pela RTP, "em horário nobre", no dia 25 de Abril, disse à agência Lusa um dos organizadores.

Além de Zeca Afonso e de Adriano Correia de Oliveira, dois músicos entretanto falecidos, serão homenageados "todos os que deram o seu contributo artístico e ajudaram a criar condições para que a liberdade fosse conquistada".

"As `Vozes de Abril` são cantores, músicos, poetas, escritores, actores, artistas plásticos, cujas obras expressaram os valores da liberdade e da democracia", afirma a A25A.

Entre os cantores e grupos que já confirmaram a sua participação na iniciativa figuram ainda a Brigada Victor Jara, Carlos Alberto Moniz, Carlos Mendes, Ermelinda Duarte, João Afonso, Fernando Tordo, Paulo Carvalho, Janita, Tino Flores, José Jorge Letria e Manuel Freire.

O cartaz, descrito como "um leque bem representativo das `Vozes de Abril`", inclui também Maria Barroso e Manuel Alegre.

A A25A, fundada em Outubro de 1982, tem 5.700 sócios efectivos, entre os quais a grande maioria dos militares de Abril.

Presidida pelo tenente-coronel Vasco Lourenço, a A25A assume-se como uma instituição "cultural e cívica" empenhada na "consagração e divulgação do espírito do 25 de Abril de 1974" e na "pedagogia e defesa dos valores democráticos"

7 Comments:

Anónimo disse...

Salve,salve!
Há tempos não passeava por aqui!rs!
Os Couple Coffee tb vão partcipar deste evento no Coliseu...que emoção!
E segue nossa tour de Tamanquinhas...várias datas,vários shows tocando e cantando o delicioso Zeca...sim,delicioso!rs!
Muito beijo e um bem haja,
Luanda Cozetti!

Anónimo disse...

Salve,salve!
Há tempos não passeava por aqui!rs!
Os Couple Coffee tb vão partcipar deste evento no Coliseu...que emoção!
E segue nossa tour de Tamanquinhas...várias datas,vários shows tocando e cantando o delicioso Zeca...sim,delicioso!rs!
Muito beijo e um bem haja,
Luanda Cozetti!

Eduardo F. disse...

Vai ser um grande evento.
Mas convido todos a preferir ir ao concerto a vê-lo pela têvê, se é que não vai surgir nenhum problema de última hora que reduza um acontecimento a uma insignificância.

Força!

José Carlos Pereira disse...

Olá caríssimos!

Fico feliz pela realização deste concerto, promovido pela A25A.
Só espero que a RTP, desta vez, não passe o filme do concerto de madrugada, para não fazer como tem feito em relação ao Zeca.

Cumprimentos.
José Carlos Pereira (Casa do Povo da Longra - Felgueiras)

Anónimo disse...

Até o brazuca aqui vai ter este privilégio de assistir este belo espectáculo.
saudações cordiais,
Alexandre Fiuza

rui mota disse...

Estive no Concerto do Coliseu e, pese o bom ambiente que havia na sala, o evento sofreu do mesmo defeito de organizações semelhantes, a saber:
1) Demasiados nomes no programa o que deu origem a uma maratona insuportável (para o público e para os artistas) tendo o espectáculo terminado depois das 03.00horas da manhã.
2) Muitos dos nomes anunciados acabariam por não comparecer (Luís Cilia, Paulo Carvalho, Sérgio Godinho).
3) Não se compreende o critério de escolha de nomes como Waldemar Bastos ou Patxi Andion num programa com o título "Vozes de Abril".
4) O programa foi gravado para a RTP, o que obrigou a paragens sucessivas e repetições excessivas, por falta de sincronização da produção do espectáculo.
5) Este facto, já de si e grave, num espectáculo com bilhetes pagos é inadmissível.
6) O teleponto emperrou diversas vezes e muitos dos textos não puderam ser lidos.
7) Alguns cantores (José Mário Branco, por ex.) passaram toda a noite nos camarins para cantar 1 canção às 03.00horas da madrugada,
8) Os bares dos camarotes do Coliseu estavam encerrados, obrigando os espectadores a descerem aos andares inferiores ou à rua, quando queriam beber/comer algo.
Resumindo: é possível fazer bons espectáculos desde que existam boas condições, o que implica profissionalismo. Ora, profissionalismo não existiu na produção deste espectáculo, que enfermou do mesmo defeito de organizações congéneres. O "nacional porreirismo" tinha razão de ser no PREC. Só que já estamos em 2008...
Uma tristeza.

Eduardo F. disse...

As críticas acima merecem ser divulgadas.

Por outro lado, pedimos à AJA para gravar o concerto, quando ele for difundido na televisão.

A não ser que a RTP já tenha fornecido uma cópia à associação...