15 de março de 2011

Opinon fakers

14 Comments:

Helena Borges disse...

No seu conceito, um homem da liberdade será, por exemplo, ele próprio, Miguel Sousa Tavares? Com homens da liberdade assim, estamos bem lixados.

Anónimo disse...

Há gente que mente, que aldraba, que mistifica...e por isso vende!Que renega a história, inclusive de quem lhe deu o ser!
O Zé Mário Branco, "canta-os" no "Do que um Homem é capaz".Essa criatura nem sequer sabe ser digna dos seus pais! Quem não souber quem eram...pergunte!
Paulo Esperança

Anónimo disse...

O sr. Inimigo Público nº1 dos Professores tem cada tirada de mestre... E pagam a este senhor para dizer barbaridades!
Estou farto deste "opinador"!

jose disse...

Esqueceu a poesia e o ensino!... Quanto ao resto, a ousadia, a falta de escrupulos, a petulância, revelam perfeitamente o estilo de quem o afirma. Trata-se de um senhor mercenário que "está na moda" e que tem a veleidade de se manifestar sobre outras pessoas com a altivez e a grosseria de alguém que se julga "acima da média". Coitado!!!
José Luís Vaz

Fernando disse...

O Zeca não iria gostar de tanta falta de democracia.O homem tem direito á sua opinião.E vindo de quem vem ainda bem que pensa assim.O Zeca é demasiado importante para que possamos perder tempo com estas pseudo provocações á sua obra e á sua pessoa.Fernando Lavos

Anónimo disse...

Por decisão minha este indivíduo há muito que não entra em minha casa, quando aparece mudo de canal.
Como hoje entrou pela net, sugiro-lho:
Miguel Sousa Tavares pense quem foi seu PAI, pense quem foi sua MÃE....

Felgueiras disse...

O que Miguel Sousa Tavares escreve sobre José Afonso está correto.
Pode-se não gostar de M.S.T., pessoalmente nem sempre concordo no caso é uma verdade que todos conhecemos.
JOSÉ AFONSO FAZ PARTE DA NOSSA HISTÓRIA, não o diminuam numa discussão mesquinha, M.S.T. vive do que fala e escreve.
OUÇAM O ZECA, esqueçam M.S.T..

Helena Borges disse...

Felgueiras, a discussão nada tem de mesquinha. Porquê? Está no título do "post".

Helena Borges disse...

MST, como quem não quer a coisa, deixa escapar que José Afonso "não foi um homem da liberdade"... E não tem sequer tomates para explicar porquê. Entre três ou quatro verdades, solta a mentira, esperando que o leitor confunda os conceitos.

Portanto, MST, para além de considerar que o Zeca não foi um homem da liberdade, considera que só foi um revolucionário se quisermos. Só se quisermos muito, muito, muito, suponho. Porque, para MST, o facto do Zeca ter sido um revolucionário será, também, discutível.

fernando f disse...

O Miguel tem direito à sua opinião, apesar de estar errada, como aliás nos tem habituado ultimamente, basta lembrar a do Cartão de Cidadão.

chico da EMILINHA disse...

ÁS VEZES TENHO DIFICULDADE EM PERCEBER A EXALTAÇÃO DA MALTA

O SINHOR DIZ CLARAMENTE

- - - NO MEU CONCEITO - - -

QUE ESPERAM DO CONCEITO DELE ?

É ASSIM TÃO IMPORTANTE O CONCEITO DO SINHOR ?

NÃO ME PARECE E, DEMAIS A MAIS O JOSÉ AFONSO NÃO NASCEU DEPOIS DO 25DE ABRIL, DA LIBERDADE É QUE ELE NÃO FOI,,, FOI ISSO SIM DOS QUE LUTOU PARA QUE O SINHOR POSSA TER A LIBERDADE DE DIZER ESTAS COISAS.

O PAI E A MÃE NÃO SÃO CHAMADOS PARA ESTAS COISAS, VAMOS LÁ COM CALMA,,, AS PROFISSIONAIS DA TIDA COMO A MAIS ANTIGA PROFISSÃO DO MUNDO, TAMBÉM TÊM FILHOS,, E ISSO NÃO QUER DIZER QUE OS REBENTOS SEJAM MÁS OU BOAS PESSOAS.

VIVA O ZECA SEMPRE

NO MEU CONCEITO CLARO

Helena Borges disse...

Mas, Chiquinho:

http://www.youtube.com/watch?v=1ZivnajtQgY

(Ihihih!)

Luís R disse...

Mudam se os tempos
Mudam se os Tavares

De pai para filho
Houve uma mudança

E se o primeiro gritava na rua
O segundo é um vaidoso profissional da cagança

(refrão)
E se nos Tavares também houve uma mudança
É porque o primeiro educou mal a criança

rui mota disse...

É apenas a opinião de um paineleiro. É para isso que existem os painéis de opinadores...