29 de novembro de 2005

Informação aos sócios nº47

Quando, quase há 2 anos, este grupo de pessoas, apesar de todos os “ventos em sentido contrário”; assumiram a direcção, determinados pela convicção de que uma associação cujo patrono é José Afonso, só pode enfrentar as contrariedades, procurando novos caminhos, quando os anteriores se revelam impossíveis.
Então as pessoas que se mantiveram na direcção, que se apresentou em assembleia geral, deixou claro que, uma vez ultrapassado o “sufoco” / risco de termos de fechar as portas, apresentariamos a demissão, concretizando um novo processo eleitoral para nova direcção. Demorámos um pouco mais do que então “prometemos”...
Estamos em Setúbal, temos contactos firmados com a edilidade local, plano de actividades previsto para o próximo ano, alguns trilhos abertos para resolver a continuação da nossa Associação, tanto financeiramente como do ponto de vista dos objectivos que fundamentaram a sua criação.
É o momento de cumprir o que então ficou dito: ABRIR a AJA a novos sócios, que tanto geográficamente como culturalmente e civicamente concretizem uma nova página na actividade associativa.
Como podem confirmar na convocatória que segue junto, faremos a próxima assembleia geral dos sócios da AJA no próximo dia 3 de Dezembro, para apreciação do plano de actividades para 2006 e também para eleição de novos corpos sociais.

Na informação anterior divulgámos aquela que foi a nossa primeira iniciativa pública em Setúbal – um debate sobre a passagem de música portuguesa nas rádios – ou por outras palavras – a discussão em torno da nova lei que enquadra tal actividade e que foi apresentada no parlamento.
A iniciativa concretizou-se e as presenças animadas e prometedoras para outros debates com a mesma temática que se seguirão no próximo ano!

A Associação José Afonso foi criada no dia 18 de Novembro de 1987 e era nossa vontade, aproveitar essa celebração, para este ano dar início a uma acção que à muito vem “germinando” entre alguns sócios, de realizar alguma acção pública e simultaneamente de recolha de materiais para o Centro de Documentação, sobre os vários locais por onde o ZECA passou e onde deixou “semente”.
Por acasos que a vontade fez acção, não nesse dia, mas no fim-de-semana de 2 e 3 de Dezembro próximos, iniciaremos o que pretendemos venha a ser todos os anos o mote para a comemoração do aniversário da AJA.
A assembleia Geral de sócios da AJA acontece na nossa sede actual – Av. S. Francisco Xavier – lote 7 cave – sala 5; pelas 14 horas de sábado dia 3 de Dezembro e será antecedida de um almoço no mesmo local, de convívio entre os sócios e amigos que para tal terão de se inscrever préviamente para o telefone 265 535 116

Programa público de comemoração dos 18 anos de existência teimosa da Associação José Afonso;
Em ambos os dia a iniciativa pública ocorre na Biblioteca Municipal de Setúbal, Av. Luísa Toddi pelas 21 horas e tem a colaboração da Câmara Municipal de Setúbal.

No dia 2 Dezembro – 21 horas
Apresentação genérica do projecto
“José Afonso – Geografias de Uma Vida”
Apresentação e contextualização da actividade cívica e artística de José Afonso na cidade da Beira, nomeadamente no âmbito do Cineclube da Beira.
Projecção do filme “O Anúncio” de José Cardoso (um dos decanos do cinema Moçambicano) e para o qual José Afonso contribuiu com a banda sonora
Debate sobre a importância de e para José Afonso, da sua estadia em Moçambique.
Momento musical “VEJAM BEM”
Participantes: Dr. João Afonso dos Santos; Francisco Fanhais
Depoimento gravado do realizador do filme.

Dia 3 de Dezembro – 21 horas
Apresentação genérica do projecto
“José Afonso – Geagrafias de Uma Vida”
Apresentação e contextualização da actividade cívica e artística de José Afonso em Moçambique, sua estadia na então cidade de Lourenço Marques e na cidade da Beira.
Debate sobre as actividades de José Afonso e da sua importância no âmbito das actividades teatrais.
Momento musical com as composições criadas por José Afonso para a peça de Bertold Brecht
“A Excepção e a Regra”
Participantes: Dr. João Afonso dos Santos
Mário Barradas
João Afonso e António Lima

1 Comment:

Raul Calado disse...

Olá Amigos.
A maneira mais correcta de me apresentar será dizer que fui grande amigo do José Afonso.Vi que vão recordar o Zeca em Fevereiro em Guimarães. E venho por isso oferecer a minha colaboração, que se fôr aceite se processará de maneira esquisita.Julgo que o Zeca adoraria o que vos proponho, mas não sei se "encaixará" nos vossos planos. Desde há algum tempo venho trabalhando com uma banda de "dixieland"-- a mais simples e popular das formas do jazz. A mais primitiva,aquela que nasceu em Nova Orleães,cerca de 1900.Os musicos são TODOS musicos -- quero dizer que sabem musica,escrevem e leem e tocam esta música pelo prazer de tocá-la( são amadores,com as suas profissões e sempre que teem um tempo livre juntam-se e ensaiam).
Achei muita piada ao que faziam e decidi oferecer ajuda.Eles aceitaram, e tudo tem corrido bem.
Umas das minhas sugestões foi que tentassem tocar temas portugueses em estilo de Nova Orleans.
Neste momento posso garantir que resulta e de forma surpreendente.
É o que eu chamo de interessante e educativo.Já estão prontos temas do Zeca (3), Zé Mario (2),Ary e Tordo (3) e vários do folclore tradicional, bem como dois com poemas do Manuel Alegre.
Se estiverem interessados e aceitarem a nossa colaboração a 24 e 25 de Fevereiro em Guimarães, será uma honra para todos nós recordar o velho amigo.
Peço que me comuniquem para o meu endereço e me enviem se possível mais informação sobre o programa.
Eu sou de Lisboa, a banda é da Lousã, e eu próprio vou levar amigos de Lxa para assistir à vossa iniciativa.
Um abraço do
Raul
PS - é claro que estou à vossa disposição para todos os esclarecimentos e até posso convidar-vos para assistir aum ensaio da banda, onde julgo que o "sortudo" que fôr enviado vai gozar que nem um turco