15 de abril de 2007

25 de Abril na Longra (Felgueiras)


Casa do Povo da Longra (Felgueiras) festeja o 25 de Abril com o apoio da AJA Norte

A Casa do Povo da Longra, na Vila da Longra, concelho de Felgueiras, vai levar a efeito uma semana cultural, denominada “Viver em Liberdade”, que irá decorrer desde o próximo dia 25 de Abril até 1 de Maio.
Recorde-se que esta associação cultural promoveu, em Fevereiro passado, um tributo em homenagem a José Afonso com êxito assinalável.
Este evento, comemorativo do 33.º aniversário da Revolução dos Cravos, abrangerá um conjunto de iniciativas com dias marcados, ou seja: para o para o dia 25, (quarta-feira), tarde e noite; dia 28 (sábado), tarde e noite; e 1 de Maio (terça-feira), apenas de tarde.
Aurora Brochado, artista plástica, nascida e residente em Felgueiras, licenciada (com 16 valores) no Curso de Artes Plásticas – Ramo da Pintura, pela Escola Superior Artística do Porto, vai abrir o programa das comemorações, no dia 25, com uma exposição com serigrafia, litografia e venil, inspirada na Guerra Colonial, na sua perspectiva pessoana. Trata-se, sem dúvida, de uma exposição algo inédita em Felgueiras, que deixará a sua influência no meio concelhio, por parte de uma artista com experiência em exposições.
Para este evento, a Casa do Povo da Longra conta com o apoio e a colaboração da Associação José Afonso (Núcleo do Norte), a Associação 25 de Abril, o Cine-Clube de Guimarães, o Conservatório de Música de Felgueiras, a Associação dos Deficientes das Forças Armadas, entre outras entidades.
Entre o vastíssimo programa, saliente-se, no dia 25, pelas 16, 30 horas, o e4spectáculo musical, em que actuarão o grupo de fados “Memórias de Coimbra”, que é composto por antigos estudantes que acompanharam Zeca Afonso e Adriano Correia de Oliveira; o debate, no dia 28, sobre a Guerra Colonial; e a representação da peça de teatro, no mesmo dia, à noite, “O Incorruptível”, do encenador Hélder Costa, levada à cena por Gil Filipe.
Eis o programa completo:

Dia 25 de Abril (quarta-feira):
15,00 horas – actuação de “zé-pereiras” nas ruas da Vila da Longra;
16,00 horas – inauguração da exposição de Aurora Brochado;
16,30 horas – Grande tarde musical, pelo grupo “Memórias de Coimbra” (antigos estudantes e fadistas de Coimbra); grupo de fados dos estudantes da ESTGF; e do grupo da Casa do Povo da Longra (Preço do bilhete: € 2,5. Grátis para menores até 12 anos).
21,30 horas – Sessão de cinema: documentário “Bom Povo Português”, de Rui Simões.

Dia 28 de Abril (sábado)
16,00 horas – debate sobre a Guerra Colonial, com Jorge Ribeiro (ex-jornalista do JN e autor de vários romances sobre a guerra), padre Mário de Oliveira (ex-capelão militar), Aurora Brochado, um capitão de Abril indicado pela Associação 25 de Abril, um representante da Associação José Afonso (núcleo do norte) e um da Associação dos Deficientes das Forças Armadas.
21,30 horas – Peça de teatro “O Incorruptível”, do encenador Hélder Costa, pelo actor Gil Filipe (Preço do bilhete: € 3 Grátis para menores até 12 anos).

Dia 1 de Maio (terça-feira)
15,00 horas – “Os meninos bons foram à guerra”, trabalho com crianças, por Fausto Quintas (escritor), Aurora Brochado, Joana Leite e João Teixeira.
17,00 horas – Sessão de cinema (filmes ainda a escolher).

1 Comment:

antonio disse...

http://valedosousa.waynext.com
este foi um sítio que fiz parte num curso de WEB, como podem ver enseri alguns conteúdos de eventos da casa do povo da longra. infelizmente nao vai ficar no ar,.... este curso faz parte da Rota Romanica do Vale do Sousa em qual tinhamos que fazer um sítio mas nao sabemos se a RRVS vai por este no ar ou o que eles encomendaram, ebvio só o endereço pq gostava que o Gonçalo M e o Adão Coelho dessem uma vista